domingo, 1 de junho de 2008

O MISTÉRIO DO TEMPO

A perspectiva correta da eternidade revela o real valor do tempo e nos capacita a confiar no Senhor
“O Tempo é um tirano que nos mantém sob o seu controle. Pouco a pouco, o tempo nos faz sentir e parecer mais velhos, enquanto nos empurra, implacavelmente, em direção ao dia em que morreremos. O tempo determina o momento certo de plantar ou colher, o momento de rir ou chorar, o momento de guardar algo ou jogá-lo fora. Às vezes, parece que somos peões indefesos e vulneráveis num jogo cósmico de xadrez” (Citado de Our Daily Bread, 21 de março de 2000).
O histórico rei Salomão, filho do rei Davi, rei de Jerusalém, movido pela sabedoria que o Senhor lhe concedeu, escreveu, da parte de Deus, o livro bíblico de Eclesiastes, por volta do ano 935 a.C., apresentando-se como o “pregador” (do hebraico: Qohélet, significando, “aquele que convoca uma assembléia e a ela se dirige por pregação). O Dr. Charles C. Ryrie, Th.D., Ph.D., reconhecido erudito e teólogo americano, sintetiza a mensagem de Eclesiastes na sua introdução ao livro apresentada em A Bíblia Anotada, sob a forma de três proposições: “1) Quando se olha para a vida com seus ciclos aparentemente intermináveis (cap. 1:4ss.) e paradoxos inexplicáveis (caps. 4:1; 7:15; 8:8), pode-se concluir que tudo é fútil, já que é impossível discernir qualquer propósito na ordem dos acontecimentos. 2) Apesar disso, a vida deve ser desfrutada ao máximo, com a compreensão de que é dom de Deus (caps. 3:12-13; 3:22; 5:18-19; 8:15; 9:7-9). 3) O homem sábio viverá em obediência a Deus, reconhecendo que Ele, finalmente, julgará todos os homens (caps. 3:12-17; 12:14).”
No capítulo 3, Salomão, O Pregador, relaciona a finalidade própria do tempo na perspectiva humana e o propósito eterno de Deus, ao declarar: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu: Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar; tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de saltar de alegria; tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de evitar o abraço; tempo de procurar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de jogar fora; tempo de rasgar, e tempo de costurar; tempo de calar, e tempo de falar; tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz” (Eclesiastes 3:1-8).
Enquanto no mantemos rebeldes para com Deus e Sua Palavra, a perspectiva que possuímos do tempo e da vida, nos seus ciclos e paradoxos, nos leva à uma visão tediosa e fútil, que mergulha a pessoa humana num labirinto de desespero ao considerar o tempo e a eternidade, ainda que procuremos fazer as coisas no devido tempo. Entretanto, quando nos humilhamos perante Deus, arrependendo-nos sinceramente de nossos pecados, e tomamos uma atitude de confiar unicamente em Jesus Cristo, O Filho de Deus, para que recebamos o perdão garantido pelo Seu sangue derramado na cruz, a perspectiva de tempo e de eternidade ganha sentido e propósito, floresce a esperança ao ponto de declarar, nas palavras do pregador: “Tudo fez Deus formoso no seu devido tempo; também pôs a eternidade no coração do homem, sem que este possa descobrir as obras que Deus fez desde o princípio até o fim... Sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente; nada se lhe pode acrescentar, e nada lhe tirar; e isto faz Deus para que os homens temam diante dele” (Eclesiastes 3:11, 14).
A perspectiva correta da eternidade revela o real valor do tempo e nos capacita a confiar no Senhor Deus, enquanto Ele tece o seu propósito amoroso para conosco, os que nele esperamos, nesse imenso tapete do tempo.

3 comentários:

Thiago disse...

Caro irmão Geraldo, estou passando para dizer que seu blog é uma benção continue firme nessa fé e que Deus te abençoe. Um forte abraço e Paz do Senhor.

Geziel Silva Costa disse...

A Paz Irmão Geraldo!
Estou visitando seu blog, está um amaravilha, que Deus continue te dando graça para continuar postando mensagens divinas.

Abraços
Geziel
www.alertafinal.blogspot.com

Geziel Silva Costa disse...

A Paz Irmão Geraldo!
Estou visitando seu blog, está um amaravilha, que Deus continue te dando graça para continuar postando mensagens divinas.

Abraços
Geziel
www.alertafinal.blogspot.com