quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

O SENHOR É CONTIGO !

Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou o teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a minha destra fiel. Eis que envergonhados e confundidos serão todos os que estão indignados contra ti; serão reduzidos a nada, e os que contendem contigo perecerão.
Isaías 41:10-11
Pensamento: As bênçãos de Deus não apenas repousam sobre nós, sua presença vai conosco. Nem podermos estar num lugar onde ele também não esteja conosco (Sal 139). Sua presença e poder nos sustentarão e fortalecerão. Independente do que venha a acontecer nos nossos corpos físicos ou mundos físicos, Deus nos deu triunfo sobre todo inimigo e toda maldade, em Jesus. Até os que duvidam de Jesus e são seu inimigos adorarão nosso Senhor e se ajoelharão aos seus pés, e reconhecerão que nossa fé não é só certa, mas também vitoriosa.
Graças a Deus pelos 24 anos de casamento na presença do Senhor. Deus seja louvado !
Geraldo e Luciana casal abençoado por Deus.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

LIÇAO DE VIDA - UM HOMEM CHAMADO JÓ


Homem íntegro e justo; temia a Deus e evitava fazer o mal. Vivia na terra de Uz, seu nome era .Era o homem mais rico do Oriente. Podemos cogitar que era um homem muito observado por Deus, pois no capítulo 1 versículo 6 vemos um encontro de anjos com Deus, e nesse encontro veio também o nosso adversário chamado Satanás. O Senhor disse a satanás:"de onde você veio? " E satanás respondeu ao Senhor: "de perambular pela terra e andar por ela". versículo 8 Disse o senhor a satanás:"reparou em meu servo ? Não há ninguém na terra como ele, irrepreensível, íntegro, homem que teme a Deus e evita o mal". Vamos outra vez cogitar que existe uma conversa entre o nosso inimigo maior satanás e o nosso Senhor o Deus todo poderoso. Duas vezes podemos ver esta conversa entre satanás e Deus leia em .1:6-12/ .2:1-6 / Assim sendo, ele também tem pedido nossa cabeça todos os dias, porque ele veio para roubar,matar e destruir, porém se não fosse Jesus Cristo O Senhor e Salvador de nossas vidas, já teríamos sido destruídos pelo nosso adversário. Não encontramos hoje um currículo igual o de : Homem íntegro e justo,temente a Deus e que se desvia do mal,um homem irrepreensível diz a Bíblia Sagrada. Um currículo de exelencia, você gostaria de ter um currículo desse ? você gostaria de passar pelo deserto que passou ? Tudo que passou foi sem causa, sem motivo, diz a Bíblia em Jó.2:3 parte final do versículo: Ele se mantém íntegro, apesar de você me haver instigado contra ele para arruiná-lo sem motivo. (sem causa) A Bíblia relata a história de como um homem de Deus que passou por muitas tribulações e sofrimentos, pois sua história relata que repentinamente ele perdeu património, riquezas, filhos, esposa e saúde. Uma verdadeira tragédia ocorreu com sua vida. Ficou totalmente desmoralizado e desonrado. Com tudo isto ele perdeu até os seus amigos,mais perseverou e conservou uma fé vitoriosa até o dia em que Deus mudou sua sorte e restaurou sua vida completamente. era um gentil. Acredita-se que era descendente de Naor, irmão de Abraão. - ESPÍRITO SANTO EM AÇÃO -
Eliú, em seu debate com , faz três declarações significativas sobre o papel do Espírito santo no relacionamento do povo com Deus. Em 32:8 declara que o nível de compreensão de uma pessoa não está relacionada à sua idade ou etapa de vida, mas é antes o resultado da operação do Espírito de Deus. O Espírito é o autor da sabedoria dando a cada um a capacidade de conhecer e tirar lições pessoais das coisas que acontecem na vida. Assim, conhecimento e sabedoria são bençãos do espírito aos homens. O Espírito de Deus é também a fonte da própria vida. .33:4 Se não fosse pela influência direta do Espírito,o homem como nós o conhecemos não teria chegado a existir. Assim foi na criação original do homem,assim continua sendo. Eliú declara que sua própria existência dá testemunho do poder criador do Espírito. O Espírito de Deus é o Espírito da Vida. Como o Espírito de Deus dá vida e sabedoria ao homem, ele também é essencial à própria continuidade da raça humana. Se Deus tivesse que desviar sua atenção para outro lugar, se tivesse que retirar o seu espírito-que-dá-vida deste mundo, certamente a história humana chegaria a seu fim. ( .34:14-15) A intenção de Eliú é deixar claro que Deus não é caprichoso nem egoísta, pois cuida do ser humano, suatenta-o de forma constante pela abundante presença do seu ESPÍRITO. Dessa forma, o Espírito santo no livro de é o criador e mantenedor da vida, conferindo-lhe significado e relacionalidade.
O QUE APRENDEMOS COM TUDO ISTO ?
1- PODEMOS SER LEVADOS A UM DESERTO, NESTE DESERTO PASSAR ADVERSIDADES. 2- PODEMOS PERDER TUDO 3- PODEMOS SER CRITICADOS PELOS IRMÃOS E AMIGOS 4- PODEMOS BUSCAR SOCORRO, E NÃO SER RESPONDIDO DE IMEDIATO 5- PODEMOS TER A CERTEZA QUE A VONTADE DE DEUS É PERFEITA, QUE NO FINAL DE MEU DESERTO, ELE VAI ME DAR A VITÓRIA E EU SEREI APROVADO. 6- PODEMOS SER UM TESTEMUNHO VIVO 7- PODEMOS GANHAR OUTRAS VIDAS PARA O REINO DE DEUS.
GRAÇA E PAZ QUE DEUS LHE ABENÇOE ! DO SEU IRMÃO GERALDO PRATA.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

DISCIPLINA

Ao olhar para trás, você é capaz de perceber quantos sonhos não se realizaram? Quantos projetos não se tornaram realidade? E toda a decepção que hoje você enfrenta não se deve ao fato de a realidade em que você vive ser diferente da que havia em seus sonhos do passado? Creio que ninguém planeja e busca um futuro com sofrimentos e dificuldades. E você e eu não somos uma exceção a essa regra. É claro que as expectativas para com o futuro sempre foram maravilhosas, mas a realidade que veio não foi tão maravilhosa como era nos nossos sonhos. E então perguntamos: “Onde está Deus, que não permitiu que meus sonhos se tornassem realidade?”.
Digo isso, porque pensamos que Deus irá preparar um grande futuro, com muitas coisas boas. Mas as circunstâncias que aparecem são de sofrimento e angústia. E é por causa disso que muitos estão tristes e amargurados com Deus, embora não reconheçam que isso seja verdade. Decepcionamo-nos com o Senhor porque sempre esperamos da parte Dele um tratamento diferente do que o tratamento que Ele nos dá. É nessa fase que questionamos: “Para que eu preciso de Deus?”. Será que aqui não está a nossa maior dificuldade? Será que a nossa maior tristeza para com Deus não está no tratamento que Ele está dispensando para nós? É por isso que nos decepcionamos com o Senhor e perdemos a motivação de ter uma vida em comunhão com Ele.
“Por que você precisa de Deus?”. Então, respondemos “Porque eu preciso ser abençoado!”. Esse é um dos nossos maiores enganos, porque nós vamos para o Senhor apenas para receber Dele alguma bênção, sendo que Deus quer nos disciplinar. Então, esperamos Dele uma bênção, mas o que recebemos é uma disciplina! E quem não se decepciona quando recebe de Deus uma circunstância disciplinadora? O resultado disso é a decepção e o abatimento, porque não entendemos o que Deus está fazendo! E para que você entenda, preste atenção no que está escrito em Hebreus 12:7: “...Deus vos trata como a filhos. Pois que filho há a quem o pai não corrige?”.
Será que você é o único filho que Deus não vai corrigir? Você, como parte da criação de Deus, não é uma exceção à regra da disciplina. Só que essa disciplina, na verdade, é a sua e a minha bênção! A correção de Deus te leva a desfrutar de tudo o que Ele é e de tudo o que Ele tem! E essa não é a maior bênção que alguém pode receber! Entretanto, enganosamente achamos que somos bons e não precisamos ser disciplinados por Deus. Esteja aberto ao que Deus quer lhe dar, porque tudo o que vem de Deus é bom!

O SANTUÁRIO DE DEUS

O apóstolo Paulo era muito usado pelo Senhor para ensinar a Sua Palavra. Em uma de suas viagens, disse: “O Deus que fez o mundo e tudo o que nele há, sendo Ele Senhor do céu e da terra, não habita em templos feitos por mãos de homens”. Isso está escrito no livro de Atos 17:24. Naquela época, as pessoas achavam que para falarem com Deus, deveriam estar em um certo lugar. Somente nesse lugar é que o Senhor falaria com elas. Mas, quando o apóstolo Paulo viu esse engano, ele logo disse que Deus não habita nos templos que os homens haviam construído, porque Deus somente habitava nos templos que Ele mesmo havia construído.
Para as pessoas daquela época, era comum irem procurar Deus num lugar especial, onde acreditavam que Deus habitava. Isso era um engano, porque em nenhum lugar em toda a Bíblia podemos achar algum versículo que nos mande adorar a Deus somente em um templo. A Bíblia é muito clara quando ensina que podemos buscar a Deus em qualquer lugar.
Em 1 Coríntios 3:16, o Senhor diz: “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” Este versículo esclarece a resposta de Paulo. Naquela época, as pessoa achavam que Deus habitava em templos construídos pelos homens, mas Paulo revelou que não.
Estes templos somos nós. Quando conhecemos a Deus e O aceitamos como nosso Senhor e Salvador, nós recebemos o Espírito Santo para dentro de nós. Assim, o nosso templo começa a ser habitado por Deus. E esse templo é o nosso espírito. Por esse motivo é que Deus nos manda buscá-Lo a todo momento, porque agora nós não precisamos ir a um determinado lugar para que possamos falar com Ele. Nossa vida com Deus se torna muito mais fácil quando o nosso templo é habitado pelo Espírito Santo de Deus, pois O temos dentro de nós. Portanto, quando você quiser conversar e buscar o Senhor, apenas se volte para o seu espírito, pois nele você encontrará o Espírito Santo de Deus.
Hoje, o Senhor Deus não habita em uma sala ou em um grande ginásio, mas ele habita dentro de nós. É isso o que a Bíblia ensina. Ela não deixa dúvidas de que hoje nós somos o templo de Deus e é em nós que Ele vem morar. Mas, o seu templo ainda pode estar vazio. O Senhor somente habita em você se Ele for convidado a fazer isso. Ele não invade o seu templo, mas Ele apenas entra se encontrar as portas abertas. Portanto, se você quiser ter no seu interior o Espírito Santo, convide o Senhor a habitar em você. Diga para Ele que você O quer em seu interior. Reconheça que você precisa Dele para viver. Convide-O a morar em você. Saiba que Ele não recusará o seu convite. Portanto, abra o seu coração para Deus e se entregue a Ele. Eu creio que Ele espera ansioso pelo seu convite.

NÃO EXISTE SOMENTE CEGUEIRA FÍSICA

O Evangelho de Marcos 10:47-48, nos relata que o cego Bartimeu sentava sempre à beira do caminho. Num certo dia, o Senhor Jesus estava se aproximando e Ele ouviu o barulho da multidão e se pôs a gritar por socorro sem parar. Pedindo que o Senhor Jesus tivesse compaixão dele, muitos dos que estavam próximo o repreendiam para que se calasse. Veja, por ter reconhecido que era cego, Bartimeu clamou por Jesus, mas foi repreendido pelas pessoas. Não é o mesmo que ocorre hoje conosco? Enquanto somos cristãos frios e falsos, sem uma visão espiritual, enganados pelo sucesso, pelas realizações, todos nos aplaudem. Mas basta dispor-nos a ter uma experiência nova e real com Jesus Cristo, reconhecendo nossa incapacidade, nossa cegueira, nossa auto-glorificação e será suficiente para as multidões mandarem-nos calar.
Mesmo dentro de nós o pecado se manifestará violentamente, por meio de desânimo, tentações, indisposição. Precisamos agir como Bartimeu: quanto mais o mandavam calar-se, mais ele falava e gritava. Quando percebemos que precisamos do Senhor para sermos curados de nossa cegueira espiritual, devemos clamar, devemos buscar com rapidez, com desespero, devemos fazer nossa voz audível mais do que a voz da multidão. Se realmente, se genuinamente, se verdadeiramente, desejarmos ser curados por Jesus, precisamos buscá-lo continuamente, perseverando. Como resultado do clamor do cego mendigo, Jesus parou! Que expressão gloriosa! O Filho de Deus, que muitas vezes parece estar tão indiferente, tão inatingível, tão insensível aos nossos sofrimentos e dores, sempre está pronto e disponível a nos atender e nos suprir quando clamamos e gritamos por Ele.
Nosso clamor dá a Ele excelente oportunidade para vir até nós e nos socorrer.
Ele sempre soube e sabe da nossa cegueira, das nossas carências, das nossas fraquezas, mas fica, em certo sentido, impossibilitado de nos curar, pois nós mesmos não as reconhecíamos nem manifestávamos o genuíno desejo de sermos curados. Mas se clamarmos, Ele virá e perguntará: que queres que Eu faça? Ele está desejoso de nos suprir e nos curar. Ele não tem prazer no sofrimento do homem.
www.paodejuda.com.br

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

PEDIDO DE ORAÇÃO

Os justos clamam, e o SENHOR os ouve, e os livra de todas as suas angústias . Perto está o SENHOR dos que têm o coração quebrantado, e salva os contrito de espírito. Muitas são as aflições do justo, mas o SENHOR o livra de todas . Salmos 34:17-19
Peço as Orações dos santos por mim e pela minha amada esposa, estamos sendo afligido por situações diversas na nossa saúde. Eu lutando contra a diabete, minha esposa é hiper-tensa, e devido sua pressão não normalizar ela teve uma trombose na vista do lado direito, está se tratando com bons médicos aqui em Manaus. Creio que Deus tem todo o poder para mudar este quadro que estamos passando. Vamos orar juntos para um milagre para ela voltar enxergar normalmente, eu creio que a oração do justo pode muito em seus efeitos. Meu nome é Geraldo Prata e o dela é Luciana Machado. Espero o mover de Deus em nossas orações, Graça e Paz!

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

O CARNAVAL, AS CINZAS E O CINISMO

CARNAVAL 2009
O entrudo, termo relacionado com a entrada da quaresma, era um período anual de festas profanasEstamos às vésperas de mais um período de carnaval no Brasil, dias de prazeres transitórios e de tristezas duradouras. Alguns mais aferrados a um nacionalismo inocente, para não dizer idiota, diriam tratar-se de uma manifestação “cultural” legitimamente brasileira. Outros brasileiros “Tupiniquins” de fato e de direito, como eu, forçados pela análise histórico-cultural de alguns povos, não exitariam em afirmar que o carnaval brasileiro é, no mínimo, o reflexo colonial degradante de uma origem metropolitana degradada.Já que a temática neste início de século é “Brasil 500 anos” ou coisa parecida, vale a pena lembrar que a metrópole portuguesa, “descobridora” e colonizadora desta terra que ora se chama Brasil, mantinha uma tradição entre suas manifestações culturais e religiosas denominada entrudo. O entrudo, cujo significado do termo relaciona-se com entrada da quaresma, era um período anual de festas profanas, iniciado no dia de Reis (Epifania) e que se estendia até a quarta-feira de cinzas, às vésperas dos jejuns da quaresma. Marcava-se pela libertação temporária do auto-controle de comer carne (em contraposição à quaresma, ou seja, jejum de quarenta dias anterior ao domingo de Páscoa), beber desmedidamente, desfrutar de outros prazeres e folias grotescas. Tais manifestações em outros países, como Itália, Alemanha, França, foram denominadas Carnaval, ou “festa da carne”, em que a palavra “carne” envolve-se intencionalmente num jogo de duplo sentido, significando, não apenas o ato de comer carne de alguns animais, mas principalmente, a expressão bíblica “carne”, que se refere aos apetites e paixões desenfreados do corpo e da natureza humana desprovida de temor a Deus.Há uma certa concordância entre historiadores e pesquisadores quanto ao fato de que as origens do carnaval retrocedem às mais antigas celebrações orgíacas da humanidade, entre as quais citamos as saturnais romanas, as orgias à Dionísio, uma divindade grega relacionada às vinhas e ao vinho, a qual foi renomeada pelos romanos com o nome Baco, de cujas orgias originou-se o termo bacanal (festa a Baco).Passados 500 anos de descobrimento, quem dera de colonização, tendo nascido e crescido na “capital brasileira (ou mundial) do carnaval”, a cidade do Rio de Janeiro, me pergunto: Onde está a lógica de uma sociedade, dita “cristã” na sua maioria, que estabelece premeditadamente quatro dias de orgia pecaminosa e um dia de perdão, representado pelas cinzas, como se pecado e perdão no “calendário” de Deus tivessem data marcada? Que religiosidade cristã é essa que navega cinicamente entre a proa da “santidade” e a popa do “pecaminoso”? Será que na Bíblia dos que convivem com esse cinismo, está escrito o mesmo que leio na Bíblia que está, agora, à minha frente: “Andemos dignamente, como quem age à luz do dia, não em orgias e bebedeiras, não em imoralidade sexual e depravação, não em desavença e inveja. Pelo contrário, revestí-vos do Senhor Jesus Cristo, e não premediteis em satisfazer (ou realizar) os desejos da carne.” (Romanos 13:13-14)?Ainda há chance de um arrependimento autêntico, pois, “O que encobre as suas transgressões jamais prosperará, mas o que AS CONFESSA E ABANDONA alcançará misericórdia.” (Provérbios 28:13).

GABRIELLA E ANDRÉ UMA ALIANÇA ETERNA !

A FAMÍLIA É UM PROJETO DE DEUS!
boa raiz entre homem, mulher e filhosA família, criação de Deus, é a comunidade primária da raça humana. Ela antecede qualquer instituição, povo ou nação. Foi a célula primogênita da sociedade. Milênios se passaram e, junto com eles, muita coisa mudou no mundo. As mais diferentes culturas de todos os lugares do planeta sofreram grandes transformações ao longo de sua história. O mapa político e social dos continentes já mudou várias vezes. No entanto, os seres humanos continuam integrando-se em famílias.Um projeto tão bem elaborado e consistente quanto este não poderia ter surgido ao acaso ? e, mesmo que tivesse acontecido assim, dificilmente seria uma unanimidade. Por isso, não é difícil concluir que sua origem é divina. Deus é o Criador da família e, como tal, o único com autoridade e direito de decidir o que ela é, para que existe e como deve funcionar. A família só pode viver e se desenvolver normalmente se contar com a presença e a bênção de Deus. ?Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam; se o Senhor não guardar a cidade, em vão vigia a sentinela? (Salmos 127.1).Apesar da boa raiz que a sustenta, a família sofre ataques constantes e mortais. O inimigo de nossas almas sabe que, destruindo os relacionamentos entre marido e mulher, pais e filhos, estará condenando à sociedade à morte. Por isso, a crise que vive a nossa geração focaliza-se principalmente nos lares. Assim como o primeiro pecado foi cometido dentro da família e atentou contra ela (Gênesis 3.6), também em nossos dias a maioria dos pecados se cometem no seio familiar.Nos lares, vivem-se tensões, contendas, discussões, injúrias, gritos, ofensas, ressentimentos, amarguras e até separações e divórcios. A família é o foco dos ataques de Satanás, que trama sem parar contra ela ? infelizmente, em diversas oportunidades, ele ainda conta com a colaboração de pais ou filhos para facilitar esta tarefa. As evidências desta ofensiva diaból ica estão diante de nós: deterioração dos valores tradicionais, crescimento dos conflitos e um número crescente de separações em proporções alarmantes. E nós, o que estamos fazendo? Será que a Igreja tem algo a oferecer à nossa sociedade, alguma coisa que possa salvá-la? Há mesmo solução em Jesus Cristo para esta crise, como costumamos alardear, ou nosso discurso é ineficaz diante da morte de tantos lares? O Evangelho tem mesmo o poder de promover a ressurreição de tantas famílias das quais a vida fugiu? Se você me permite responder minha própria pergunta, afirmo enfaticamente que sim. Por acreditar que a deterioração da família deve-se ao fato de que a ordem de Deus para ela tem sido ignorada, abandonada e alterada por critérios humanos, também estou convencido de que contamos com recursos para a reconstrução dos lares:Orientação precisa da Palavra de DeusSomos muito privilegiados! Através de sua Palavra, Deus nos instrui sobre todos os aspectos da vida fa miliar. Seus ensinamentos são claros, simples, precisos e perfeitos (Salmos 19.7-9). E são para todas as famílias da terra, em todos os tempos.O poder transformador do Espírito Santo Mediante o Espírito Santo, temos em nós a força de Deus para sermos mudados, melhorados e aperfeiçoados até chegarmos a ser famílias saudáveis e santas, para a glória de Deus. O fruto do Espírito Santo (Gálatas 5.22-23), manifesto em nós, faz aflorar todas as virtudes necessárias para uma maravilhosa convivência familiar.A valiosa ajuda da comunidade cristãNa igreja, sempre encontraremos pastores e irmãos mais instruídos, a quem possamos recorrer em busca de sabedoria, conselho e orientação. Ademais, haverá ali famílias bem formadas que serão, para nós, exemplo e modelo valiosos, de quem podemos aprender e em quem podemos nos espelhar?Como Criador da família, Deus é o único com autoridade e direito de decidir o que ela é, para que existe e como deve funcionar?Queremos lares projetados por Deus. Queremos aprender a ser famílias que vivem a realidade do Reino de Deus aqui na terra, debaixo do senhorio de Cristo. ?(...) tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até o dia de Cristo Jesus? (Filipenses 1.6). Creio, de todo o coração, que Deus nos aperfeiçoará até chegarmos a ser um povo com as características que o agradam: famílias sólidas, estáveis; solteiros que mantêm sua pureza; casais que convivem em harmonia e fidelidade; pessoas que vivem com a dignidade inerente a todo ser humano; pessoas diligentes, responsáveis, trabalhadoras, generosas e prontas para o serviço cristão, vivendo num ambiente de amor, ordem e paz.Apesar de conhecermos bem as ciladas do diabo ? tanto pelo que a Palavra de Deus nos ensina quanto por nossas experiências diárias?, não podemos incorrer no escapismo de culpar o inimigo por tudo que conspira contra o lar. É preciso lembrar que boa parte dos problemas enfrentados pela família ocorre em função das inabilidades humanas e da falta de disciplina em relação aos projetos do Senhor para as vidas de seus filhos. Penso que determinados obstáculos começam dentro da própria estrutura do lar. Ao identificá-los, assumi-los e, humildemente, colocá-los diante do Pai celestial, a família pode dar o primeiro passo para ver realizado o milagre da Ressurreição dentro da própria casa. Gostaria de refletir sobre alguns deles com você.Carência de propósitoMuita gente simplesmente não determina propósito algum para sua vida. Casa, trabalha, se esforça, adquire casas, tem filhos, mas não sabe bem para quê. Se perguntarmos à maioria dos noivos por que motivo pretendem casar, eles não saberiam dar uma resposta clara. São capazes de planejar os mínimos detalhes do casamento ? o vestido, a festa, a viagem, os móveis, a lista de convidados etc. ?, mas provavelmente jamais se fazem esta pergunta fundamental: ?Por que vou casar??. Esta falta de propósito leva muitos pais a crer que cumpriram seu dever em relação aos filhos se forem bons provedores de comida, roupa, moradia, saúde, educação, recreação etc. Não se dão conta de que, ainda que tudo isso seja necessário, não constitui precisamente o fundamental.Objetivos equivocadosA carência de um propósito claro para a família faz com que nos desviemos para os objetivos equivocados e façamos dos meios um fim, e do secundário, o principal:Ganhos materiais: o progresso material tem se transformado no objetivo principal de muitas famílias. A grande meta é o suposto ?conforto?. Perde-se a vida desejando e trabalhando para alcançar o desejado; depois, segue-se trabalhando para manter o alcançado. O pensamento está sempre atrás de alguma nova aquisição. Neste caso, as pessoas sacrificam e adiam a família por causa do lucro. ?E (Jesus) disse ao povo: Acautelai-vos e guardai-vos de toda espécie de cobiça; porque a vida do homem não consiste na abundância das coisas que possui? (Lucas 12.15).Gratificação pessoal e egoísta Há aqueles que se casam pensando somente em si mesmos. Seu objetivo não é dar, mas receber; não servir, mas ser servidos. E isto acontece no âmbito da vida material, na vida sexual e no tocante às responsabilidades familiares. A única garantia, porém, é a do fracasso do lar. Endeusamento da própria família: Alguns fazem da família um fim em si. Seu projeto pessoal de felicidade e conveniência converte-se na meta mais alta da vida familiar. Mesmo sem se dar conta, consideram Deus apenas um excelente meio para alcançar o bem-estar. Tais famílias vivem tão-somente preocupadas com sua própria fama e seu nome. Dedicam-se por inteiro à própria comodidade e ao prazer pessoal. Obtenção de benefíciosEste é o objetivo da maioria dos casamentos que se constituem, ainda que inconscientemente. É claro que há benefícios legítimos que Deus mesmo tem outorgado ao casamento, como a alegria de viver em companhia, o afeto, a felicidade, o deleite que proporciona o ato sexual, a alegria de pertencer a um núcleo familiar, a cobertura espiritual, a proteção, os filhos etc. A questão, porém, diz respeito a saber se é razoável fazer destes benefícios o propósito para a família. Mais adiante, durante o desdobramento deste texto, veremos que a resposta não é tão simples quanto parece. Diante de nossas limitações, não é difícil concluir que a família só pode experimentar a verdadeira vida plena se adotar os padrões de Deus como conduta e a glória do Senhor como objetivo. ?Porque dele, e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém? (Romanos 11.36). E há motivos de sobra para depositarmos no Pai nossa inteira confiança. Pense bem: Deus é o Criador da família. Ele criou todas as coisas, fez o homem e a mulher e os uniu em casamento. E instituiu o casamento para todas as gerações. Como Autor da vida, é Ele quem dá os filhos aos casais. Deus também é Dono da família. Tudo que foi criado pertence a Deus. Portanto, a família lhe pertence. ?Do Senhor é a terra e a sua plenitude; o mundo e aqueles que nele habitam? (Salmos 24.1).Sendo o Criador, o Dono e o Sustentador da família, é natural que o Pai celestial tenha um propósito para ela, assim como ele reserva um plano para todas as criaturas e para o universo, como um todo. Isto significa que também para os lares o Senhor traçou uma meta. ?(...) nele (...) também fomos feitos herança, havendo sido predestinados conforme o propósito daquele que faz todas as coisas segundo o conselho da sua vontade? (Efésios 1.11). Nem sempre a idéia de submeter a família ao plano de Deus agrada. Há quem prefira determinar os próprios rumos, desprezando a vontade e a autoridade que o Senhor exerce em amor. No entanto, quando nos conscientizamos de que a família existe para a glória daquele que a criou, a conseqüência natural é a felicidade e o bem-estar ? que constituem os acréscimos, não o propósito central. O fim supremo da família é a glória de Deus. ?Mas buscai primeiro o seu Reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas? (Mateus 6.33). Entender este propósito de Deus para a família é fator fundamental para a compreensão da importância de mantê-la viva ? afinal, a grande mensagem da Ressurreição é a vida. Há perguntas cuja resposta é crucial para a saúde do lar. Para que Deus instituiu o casamento? Por que deu uma esposa a Adão? Para que fez homem e mulher uma só carne? Deus tem um propósito eterno: desde antes da fundação do mundo, determinou ter uma família com muitos filhos se melhantes a seu Filho Jesus. ?Porque aqueles que antes conheceu, também os predestinou para que fossem feitos conforme à imagem de seu Filho, para que Ele seja o Primogênito entre muitos irmãos? (Romanos 8.29).? Boa parte dos problemas enfrentados pela família ocorre em função da falta de disciplina em relação aos projetos do Senhor para as vidas de seus filhos? Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; e nos predestinou para sermos filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade? (Efésios 1.4-5). A família existe em função do propósito eterno de Deus, para cooperar com sua realização. Deus quer ser pai de uma grande família. Malaquias afirma o propósito de Deus ao fazer do homem e da mulher ?uma só carne?, quando diz: ?E não fez Ele somente um, ainda que lhe sobejava espírito? E por que somente um? Não é que buscava descendência piedosa?"Portanto guardai-vos em vosso espírito, e que ninguém seja infiel para com a mulher da sua mocidade? (Malaquias 2.15). Não foi Adão quem quis ter uma família, mas Deus deu aos homens a capacidade de se multiplicar e ter filhos. E aprouve a Deus gerar, a partir desta descendência, muitos homens e muitas mulheres que se tornaram filhos por meio de Jesus Cristo. ?Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea? (Gênesis 2.18). Deus não deu ao homem uma simples companheira, mas uma ajudadora idônea, para que neles e através deles pudesse realizar seu plano.Tenha sempre isto em mente: a família foi programada para Deus para cooperar com o propósito eterno do Senhor. E assim como a sepultura não foi capaz de impedir a realização deste propósito, também a família pode viver ainda hoje o milagre da Ressurreição.

JUGO DESIGUAL

Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas? E que concórdia há entre Cristo e Belial? Ou que parte tem o fiel com infiel? II Co. 6:14-15
Qualquer pessoa que se disponha a ler tais palavras, logo se verá confrontado por essas perguntas desafiadoras. Elas nos levam a pensar com seriedade, e nos chama à subordinação. De outra forma, responda a Deus os motivos de sua rebeldia.
Diga-lhe que Seu mandamento é pesado; e indo contra a própria natureza. Diga-lhe que a boa sorte do fiel é de se unir ao infiel; e que a paz e a harmonia reinará na sociedade da justiça com a injustiça. Diga a Deus e explique a ciência, como a luz e as trevas podem pousar simultaneamente debaixo do mesmo teto; explique como pode haver concórdia entre Cristo e Belial; e diga-lhe como é possível o fiel e o infiel compartilhar dos mesmos sonhos, andarem juntos, em um mesmo Espírito, em um só coração, rumo a conquista do mesmo alvo. ?Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis?.
Que fruto dará tal união? Certamente, um lar sem padrões harmônicos definidos, sem estruturas sólidas, frustração mútua, insatisfação, filhos confusos por causa dos ensinamentos divergentes entre os pais, e a desaprovação total do Deus santo, por tal ato de pecado e rebeldia contra Ele.
O crente foi feito filho de Deus, e deveras é fiel, justo, luz, e um com Cristo. E se o tal persistir em casar-se com um incrédulo, estará estabelecendo uma união para toda a vida com um filho do Diabo, e para o resto de sua existência, terá por sogro a Satanás.
Por conseguinte, eu suplico ao leitor, em nome do Senhor Jesus, que dê a devida atenção a esta palavra de amor. Mesmo que ela venha a ferir seu coração, ainda assim, é a espada do Espírito, usada para o seu próprio bem. ?Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis?.
Existe ainda aquela tentação de darmos tiro no escuro, e entregarmos a nossa própria vida à Sorte, a Loteria, a um Talvez, Se, Quem sabe... Há uma tendência que nos leva a confiarmos mais nas trevas do que na luz da vontade revelada de Deus que se irradia da Palavra. Caindo em tal armadilha, pessoas têm crido que podem desobedecer a Deus, com o pretexto de que podem ganhar os seus pretendidos para Cristo, e esta tem sido uma ilusão fatal.
Conta-se que certa vez uma senhorita visitou o senhor Spurgeon e lhe apresentou esse argumento. Como resposta, ele mandou-a sentar-se sobre a mesa. Espantada, a moça acabou fazendo o que ele pedia. Depois, Spurgeon pediu-lhe que o erguesse.
?Impossível?, disse ela.
?Exatamente?, disse o pregador; !mas eu posso puxá-la para baixo?.
Dito e feito: Num segundo ela estava no chão.
Com toda a gravidade o servo de Deus advertiu-a de que se ela desobedecesse ao Senhor, jamais levantaria o moço, mas ele, sim, a rebaixaria!
Dois não podem andar juntos a menos que estejam de acordo.
Cuidado com tal embaraço nos seus relacionamentos, pois os mesmos deveriam ser estabelecidos para a glória de Deus, e não para a sua ofensa!
O homem e a mulher crentes, são livres para casarem-se com quem quiserem, ?contanto que seja no Senhor?. I Co. 7:39 Com tantos filhos da luz no mundo, porque haveríamos de compartilhar o nosso tempo, as nossas maiores intimidades, e construir uma família, justamente com um filho das trevas?
Para mim, além de ser rebeldia, não me parece algo são, e a minha consciência não me permite aprovar ou ficar indiferente a tal atitude, pois também é a morte do bom senso e o louvor da decadência espiritual.
?Não vos prendais a um jugo Desigual com os infiéis?. Medita estas coisas! Em nome de Jesus. Amém.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

FUTURO - UM DIA DE CADA VEZ !

Olhando para o futuro! É assim que a maioria dos profissionais e homens de negócios gastam grande parte do seu tempo: olhando para o futuro buscando antecipá-lo e se preparando para ele.Planejamos nossas ações e fazemos projeção do que esperamos que aconteça amanhã, na semana que vem e nos próximos meses ou anos. De certa forma é assim que deve ser. Planejar nos proporciona um sentido de ordem, direção e propósito. Antecipar o que pode acontecer em futuro próximo pode nos preparar e equipar para reagir de modo apropriado. Sem planejamento e antecipação do que o futuro pode nos revelar, podemos nos descobrir mal equipados para lidar com fatores e influências relacionados ao trabalho e outros aspectos de nossa vida. Entretanto, boa parte de nosso cotidiano é gasto com o inesperado. Ao acordar não podemos ter certeza do que o dia vai nos trazer. Podemos nos deparar com situações empolgantes como um novo cliente de peso, oportunidade para expandir e diversificar os negócios, aumento de salário ou promoção, visita de um velho amigo, ou algo feliz na família, como podemos também enfrentar queixas de clientes, prazos perdidos, reveses financeiros, grave diagnóstico de saúde ou até mesmo um pneu furado.Abraham Lincoln, 16.º presidente dos Estados Unidos, colocou a obsessão com o futuro sob perspectiva correta: "A melhor coisa sobre o futuro é que ele chega um dia de cada vez." A forma como vivermos hoje exercerá grande impacto nas experiências que viveremos no futuro. Fonte eterna de sabedoria, a Bíblia fala sobre o presente e o futuro, inclusive sobre a importância de não se olhar muito além do dia presente. Consideremos algumas passagens:. Viva o hoje. Com freqüência cravamos os olhos ansiosamente no futuro com nossas esperanças e sonhos e deixamos de valorizar o presente. Viveremos o hoje somente uma vez. Se passar, jamais recuperaremos as oportunidades que ele nos apresentou. "Este é o dia que fez o Senhor; regozijemo-nos e alegremo-nos nele" (Salmos 118.24). . Não se aflija com o futuro. Desperdiçamos muita energia nos preocupando e afligindo com o que pode acontecer nos dias por vir. Embora ignorar o futuro seja tolice, só podemos influir diretamente no hoje. Se nos esforçarmos para resolver os problemas de hoje, as questões de amanhã poderão ser menos graves do que tínhamos imaginado. "Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal" (Mateus 6.34). . Valorize cada dia. O tempo passa muito veloz ? fato que se torna mais evidente à medida que envelhecemos. Se encararmos cada dia como presente único e especial, compreenderemos a importância de tentar extrair dele o máximo que pudermos. "Os anos de nossa vida chegam a setenta, ou a oitenta para os que têm mais vigor; entretanto, são anos difíceis e cheios de sofrimento, pois vida passa depressa, e nós voamos!... Ensina-nos a contar os nossos dias para que o nosso coração alcance sabedoria" (Salmos 90.10,12). . Evite procrastinação. "Amanhã acharei tempo para resolver isto." Você já disse isto? Geralmente quando o amanhã chega, preocupações mais prementes nos afastam do que adiamos.Procrastinação é doença que mata o tempo e destrói oportunidades longamente acalentadas. "Tenham cuidado com a maneira como vocês vivem; que não seja como insensatos, mas como sábios, aproveitando ao máximo cada oportunidade, porque os dias são maus" (Efésios 5.15-16).
ESCRITO POR : Robert J. Tamasy - www.ejesus.com.br

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

GANÂNCIA

POSSO DEFINIR DESTA MANEIRA:
É ACREDITAR QUE A VIDA É O ACUMULO DE MUITOS BENS. É ACHAR QUE A VIDA CONSISTE EM ACUMULAR BENS.
(Lucas 12:13) - E disse-lhe um da multidão: Mestre, dize a meu irmão que reparta comigo a herança
(Lucas 12:14) - Mas ele lhe disse: Homem, quem me pôs a mim por juiz ou repartidor entre vós
(Lucas 12:15) - E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui
(Lucas 12:16) - E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade de um homem rico tinha produzido com abundância
(Lucas 12:17) - E ele arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos
(Lucas 12:18) - E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens
(Lucas 12:19) - E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga
(Lucas 12:20) - Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será
(Lucas 12:21) - Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e não é rico para com Deus
(Provérbios 28:8)- O que aumenta os seus bens com usura e ganância ajunta-os para o que se compadece do pobre.
(I Pedro 5:2)- Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; (I Pedro 5:3) - Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho.
(Deuteronômio 5:21) - Não cobiçarás a mulher do teu próximo; e não desejarás a casa do teu próximo, nem o seu campo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.
(Êxodo 20:17) - Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo.
(Romanos 13:9) - Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.
Este homem que falava com Jesus podemos ver que ele deveria ser um socialista, como também um capitalista, por querer que reparta os bens com seu irmão.Uma pessoa totalmente gananciosa, cheia de ambições e cobiças, uma pessoa insensata. O que a palavra de Deus diz com relação a estes temas ? (Provérbios 1:22)- Até quando, ó simples, amareis a simplicidade? E vós escarnecedores, desejareis o escárnio? E vós insensatos, odiareis o conhecimento?(Provérbios 1:32)- Porque o erro dos simples os matará, e o desvario dos insensatos os destruirá. (Provérbios 9:6)- Deixai os insensatos e vivei; e andai pelo caminho do entendimento.(Provérbios 14:8)- A sabedoria do prudente é entender o seu caminho, mas a estultícia dos insensatos é engano. (Provérbios 14:9) - Os insensatos zombam do pecado, mas entre os retos há benevolência.
(Tito 3:3) - Porque também nós éramos noutro tempo insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros.
(I Pedro 2:15)- Porque assim é a vontade de Deus, que, fazendo bem, tapeis a boca à ignorância dos homens insensatos;
A pessoa gananciosa é também insensata, infelizmente existem pessoas que são cheias destes sentimentos e destas emoções que levam a uma grande perca, em todos os sentidos.
Hoje vivemos uma crise, que pode ser uma crise consequente da ganância, das ambições, das cobiças e de muita insensateis. As pessoas querem cada vez mais, mais poder,mais dinheiro,mais atenção para si. Sempre esquecendo do seu próximo.
(Romanos 13:9) - Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Deus é Amor ! só podemos vencer as crise amando a Deus sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmo, isto é ser rico para com Deus.
SER RICO PARA COM DEUS - É TER VIDA ETERNA / É TER RELACIONAMENTO COM DEUS / UMA VIDA SENSATA E PRUDENTE, COMPROMETIDA COM O REINO DOS CÉUS.
(João 6:27) - Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará; porque a este o Pai, Deus, o selou
(João 6:28) - Disseram-lhe, pois: Que faremos para executarmos as obras de Deus
(João 6:29) - Jesus respondeu, e disse-lhes: A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou
(I João 5:13) - Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus.
SEJA CURADO, SARADO, LIVRE DE TODA A GANÂNCIA, AMBIÇÃO, COBIÇA, INSENSATEIS.
RECEBA JESUS CRISTO COMO SEU ÚNICO SENHOR E SALVADOR E VIVA ETERNAMENTE!
DO SEU IRMÃO EM CRISTO GERALDO PRATA.

sábado, 7 de fevereiro de 2009

O QUE TEM SOBRECARREGADO O SEU CORAÇÃO ?

Lucas 21:24-36/ " Tenham cuidado, para não sobrecarregar o coração de vocês de libertinagem, bebedeira e ansiedades da vida, e aquele dia venha sobre vocês inesperadamente. Porque Ele virá
sobre todos os que vivem na face de toda a terra. Estejam sempre atentos e orem para que vocês possam escapar de tudo o que está para acontecer, e estar em pé diante do Filho do Homem ".
Antes de Jesus falar para nós termos cuídado, Ele também estava preparando seus discípulos para o que iria acontecer em nossos dias ( hoje) vejamos : lucas 21:5-33.
Jesus Cristo nos deixou alguns sinais do fim dos tempos, pois já estamos vivendo estes sinais escritos na palavra de Deus hoje. Dias onde podemos discernir: Igrejas e templos que são destruídas de alguma maneira, seja por perseguição ou o próprio tempo tem destruído as lindas pedras adornada e dedicadas a Deus. Jesus disse: "Disso que vocês estão vendo, dias virão em que não ficará pedra sobre pedra; serão todas derrubadas". Lc.21:5-6.
Jesus continua dizendo : "cuidado para não serem enganados. Pois muitos virão em meu nome,
dizendo: sou eu ! " não os sigam. Fala também de guerras e rebeliões, "nação se levantará contra nação e reino contra reino e haverá grandes terremotos, fome e pestes em vários lugares, e acontecimentos terríveis e grandes sinais provenientes do céu. Lc.21:8-11. Ele diz ainda que nós
seremos presos e perseguidos e entregues aos governantes desta terra por causa do seu Nome. Será uma grande oportunidade para darmos testemunho de nossa Fé. Não devemos nos preocupar com que havemos de falar, pois Ele diz: que nos dará sabedoria e que os adversários não será capaz de resistir ou contradizer. Diz que nós seremos traídos até por nossos pais, irmão, parentes e amigos, e eles entregarão alguns de nós à morte. Seremos odiados por causa do seu Nome. Jesus fala algo muito importante para todos nós: "É perseverando que vocês obterão a vida. Lc.21:2-19.
Jesus fala de Jerusalém rodeada de exércitos, fala das gravidas, dias terríveis, fala que haverá grande aflição na terra e muita ira contra o povo, e muitos cairão pela espada e serão levados como prisioneiros para todas as nações. Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os
tempos deles se cumpram. Fala de sinais no sol, na lua e nas estrelas, fala dos poderes celestes
que serão abalados. Lc.21:20-26. Jesus completa dizendo : " Eu lhes asseguro que não passará esta geração até que todas essas coisas aconteçam. Os céus e a terra passarão, mas as minhas
palavras jamais passarão".Lc.21:32-33.
Jesus é maravilhoso, Deus forte, príncipe da Paz. Ele naqueles dias que estava com seus discípulos Ele já pensava em nós os gentios, que precisaríamos desta palavra para entender todas as coisas que iria acontecer. Hoje nós vemos tudo isto ou quase tudo se cumprindo em nossos dias.Porém Ele diz: tenham cuidado para não sobrecarregar o coração de vocês de libertinagem, bebedeira e ansiedades da vida. Jesus Cristo depois de um sermão deste, Ele coloca três coisas que devemos se preocupar muito que é : Libertinagem - posso dizer que é o uso da liberdade sem o bom senso, parece liberdade, mas é ao contrario por auto se contrariar. Uma pessoa que não tem
senso de respeito, usa da liberdade para ultrapassar limites.
(Gálatas 5:1) - ESTAI, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão.
(Gálatas 5:13) - Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor
.(I Corintios 8:9)- Mas vede que essa liberdade não seja de alguma maneira escândalo para os fracos.
(Salmos 119:45)- E andarei em liberdade; pois busco os teus preceitos.
(II Pedro 2:19)- Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo.
(II Corintios 3:17)- Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.
Podemos refletir nestes versículos e ver que muitos são vencidos pela libertinagem e não a verdadeira liberdade em Cristo Jesus.
Outra coisa que devemos nos preocupar que é a bebedeira - pi leque, borre. Muitos nos nossos dias dizem que não faz mau tomar uma cerveja ou vinho etc... Todos que vivem nesta pratica sempre passam por situações constrangedoras, vamos ver em exemplo de um homem de Deus que passou por uma situação desta. (Gênesis 9:20) - E começou Noé a ser lavrador da terra, e plantou uma vinha. (Gênesis 9:21) - E bebeu do vinho, e embebedou-se; e descobriu-se no meio de sua tenda.
(Gênesis 9:22) - E viu Cão, o pai de Canaã, a nudez do seu pai, e fê-lo saber a ambos seus irmãos no lado de fora.(Gênesis 9:23) - Então tomaram Sem e Jafé uma capa, e puseram-na sobre ambos os seus ombros, e indo virados para trás, cobriram a nudez do seu pai, e os seus rostos estavam virados, de maneira que não viram a nudez do seu pai.
(Levítico 10:9) - Não bebereis vinho nem bebida forte, nem tu nem teus filhos contigo, quando entrardes na tenda da congregação, para que não morrais; estatuto perpétuo será isso entre as vossas gerações; muitos dizem:foi na lei e não estamos debaixo da lei e sim da graça." podem fazer de tudo" vamos ver na graça o que diz: (Provérbios 20:1) - O VINHO é escarnecedor, a bebida forte alvoroçadora; e todo aquele que neles errar nunca será sábio.(Provérbios 21:17)- O que ama os prazeres padecerá necessidade; o que ama o vinho e o azeite nunca enriquecerá.(Provérbios 23:20)- Não estejas entre os beberrões de vinho, nem entre os comilões de carne. (Efésios 5:18)- E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito;
será que as bebidas fortes é cheia de contendas,iras,dizavensas uns com os outros? é o que a palavra de Deus diz em Efésios 5:18 na Graça! Jesus já tinha preocupação com os que vivem nestas praticas da bebedeira.
Outra coisa que devemos nos preocupar é a ansiedade da vida. Angustia, aflições, desejos ardentes, quando quero que uma coisa aconteça logo, rápido, sem demora...
(Provérbios 12:25)- A ansiedade no coração deixa o homem abatido, mas uma boa palavra o alegra.
(Isaías 8:22) - E, olhando para a terra, eis que haverá angústia e escuridão, e sombras de ansiedade, e serão empurrados para as trevas.
(I Pedro 5:7)- Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. Devemos lançar sobre o nosso Senhor Jesus Cristo todas as nossas ansiedades, pois Ele tem cuidado de nós! O nosso andar deve ser em novidade de vida.(Romanos 6:4) - De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida. (I João 2:6)- Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou. Que possamos fazer a diferença nestes dias maus, e viver na palavra. Eu pergunto: O que tem sobrecarregado o seu coração ? ore a Deus e viva conforme Ele quer que vivamos, Deus te Abençoe ! do seu Irmão em Cristo Geraldo Prata.
gprata.blogspot.com

BEBIDA ALCOÓLICA É CONVENIENTE ?

A sociedade é bombardeada diariamente por intensas campanhas publicitárias, visando aumentar o número dos consumidores de bebidas alcoólicas. Os comerciais veiculados na TV, transmitem uma idéia de sucesso, pregam que serão felizes nos relacionamentos amorosos, interpessoais (muitos amigos) e vitoriosos nas práticas esportivas, entre outras inverdades. É notório o êxito das campanhas promovidas pelos produtores de bebidas; o crescimento dos consumidores é vertiginoso, inclusive, entre os adolescentes e jovens. O álcool é uma droga lícita (tal qual o cigarro) dotada de grande poder destrutivo, os males produzidos pelo seu consumo englobam, desde a deterioração da saúde à destruição da personalidade e dignidade do homem.
Pela constatação dos resultados negativos da ingestão de bebida alcoólica, conclui-se que é uma idéia concebida pelo diabo, a fim de aprisionar o homem ao pecado, destruindo-lhe a dignidade e o amor próprio.“... Só vem para roubar, matar e destruir...” Jo 10.10aA mensagem principal do Senhor Jesus é a vida e a sua preservação em santidade e pureza.”... Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância.” Jo 10.10b
É comum encontrarmos dentro das igrejas, vidas que anseiam por uma latinha de cerveja ou uma dose de whisky, estas, não vigiaram devidamente e foram influenciadas pela astuta mensagem do inimigo; preferem satisfazerem à carne e sua “sede” a ouvir a voz do Espírito Santo, que misericordiosamente se materializa na instrumentalidade dos irmãos. A palavra dita por Deus a Ezequiel se aplicam muito bem a eles, veja:
“Os filhos são de duro semblante e obstinados de coração; eu te envio a eles, e lhes dirás: Assim diz o SENHOR Deus. Eles, quer ouçam quer deixem de ouvir, porque são casa rebelde, hão de saber que esteve no meio deles um profeta.” Ez 2:4,5
O Senhor Deus também fala com profundidade em Sua Palavra sobre a ingestão de bebidas alcoólicas, desaconselhando o seu consumo.
a) Proibida Ef 5.18 "Não se embriaguem, pois a bebida levará vocês à desgraça; mas encham-se do Espírito de Deus." Lc 21.34 "E Jesus terminou, dizendo: —Fiquem alertas! Não deixem que as festas, ou as bebedeiras..."b) Obra da Carne.Gl 5.21 "invejas, bebedices, glutonarias e coisas semelhantes a estas, a respeito das quais eu vos declaro, como já, outrora, vos preveni, que não herdarão o reino de Deus os que tais coisas praticam."c) Uma Vergonha, humilhação ao servo.Is 28.7,7 “ Mas há outros que também andam tontos por terem bebido muito vinho, que não podem ficar de pé por causa das bebidas: são os sacerdotes e os profetas, que vivem embriagados e tontos. Os profetas, quando recebem visões de Deus, estão bêbados, e os sacerdotes também, quando julgam os casos no tribunal. As suas mesas estão cobertas de vômito, não há um só lugar que esteja limpo.Pv 20.1 "Quem bebe demais fica barulhento e caçoa dos outros; o escravo da bebida nunca será sábio."d) É indecente ao servoRm 13.13 "Vivamos decentemente, como pessoas que vivem na luz do dia. Nada de farras ou bebedeiras..."e) Destituídos do Reino de Deus1Co 6.10 "os ladrões, os avarentos, os bêbados... não terão parte no Reino de Deus."f) Os beberrões não são companhias dignasPv 23.20 "Não ande com gente que bebe demais, nem com quem come demais."g) Serão castigados.Is 5.11 "Ai dos que se levantam pela manhã e seguem a bebedice e continuam até alta noite, até que o vinho os esquenta!" Que me resta dizer?A Palavra do Senhor é clara e não deixa margem para as dúvidas. É pecado!
O consumo esporádico de vinho é correto?
O vinho era uma bebida tradicional na cultura dos judeus. Sua primeira menção faz referência a Noé (Gn 9.20-21). O próprio Jesus iniciou seus milagres, transformando água em vinho (Jo 2.1-11). Na primeira Ceia, representava o sangue de Cristo (Mt 26.27,29) e assim deve ser hoje em nossos dias, infelizmente, muitos usam o suco de uva para tão magnífica celebração.
O uso tão freqüente do vinho pelos judeus antigos, não nos habilita a imitá-los, hoje vivemos numa cultura na qual o consumo de bebida alcoólica não é vista como edificante.
Eu acredito que a ingestão de vinho esporadicamente não seja pecado; mas, alguns aspectos precisam ser analisados, por exemplo: a conveniência; saúde; passado ligado ao alcoolismo, etc.
Quando somos sensíveis ao Espírito Santo, Ele nos direciona, testificando em nosso coração a necessidade de tomarmos ou não vinho.
Esta atitude vai edificar a minha vida? Vou edificar o próximo? Qual a resposta?
Seja abençoado!
Elias R. de Oliveira/ concordo plenamente com o irmão Elias. Parabens pelo artigo que é muito edificante para nossos irmão em Cristo. Geraldo Prata.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

A VIÚVA E O JUIZ

Hoje falarei sobre a história de uma viúva e um juiz. "Havia numa cidade um juiz, homem muito mau, que fazia pouco caso de todos. Uma viúva daquela cidade vinha freqüentemente suplicar justiça contra seu inimigo, que havia lhe causado muitos prejuízos. O juiz não fez caso dela por um tempo, mas depois de ouvi-la repetir seu pedido muitas, fez justiça como ela queria". Essa história da viúva e do juiz foi contada por Jesus aos fariseus, que eram considerados modelo na sociedade, eles eram os que faziam tudo "certinho". Logo após contar a história, Jesus lhes disse: "Se até mesmo esse juiz mau pode ser vencido, vocês acham que Deus não fará justiça ao seu povo, que lhe suplica de dia e de noite?" (Lc 18:6-7). Essa narrativa de Jesus chocou aqueles homens corretos e bons, pois eles diariamente apresentavam a Deus suas causas, suas dificuldades, e não eram atendidos. Será que hoje muitos de nós não estão na mesma situação? Será que você não apresenta a Deus suas causas pedindo justiça e solução, mas não é atendido? Sabemos que até um juiz mau faz justiça. Então, se Deus é um Juiz bom e justo, por que Ele não julga nossas causas? A resposta está no pedido da viúva. Você lembra como ela chegava diante do juiz? Ela pedia que seu INIMIGO fosse julgado e condenado. No Livro de Efésios, 6:12, diz que nosso inimigo não é a carne e sangue, mas seres espirituais da maldade. Esse é nosso erro! Não sabemos quem é o nosso inimigo. Chegamos diante de Deus em nossas orações ou até mesmo em nossos pensamentos pedindo que Ele julgue e transforme as pessoas com quem convivemos e as circunstâncias que estamos enfrentando. Tudo o que nos desagrada e que está fora de nós é o que consideramos inimigos. Isso é um engano! Nosso inimigo está dentro de nós. O orgulho é o nosso real inimigo, pois é ele que não nos permite conviver bem com as pessoas, ele não nos deixa enxergar na dificuldade uma oportunidade de crescer. Então, se nosso inimigo é o orgulho e ele está dentro de nós, devemos chegar diante do Juiz pedindo que Ele julgue e transforme nosso interior e não o exterior. Esse é o segredo para termos nossas petições atendidas. Temos que pedir que Deus mude o que há dentro e não fora de nós. Sempre que chegarmos diante do Juiz pedindo que justiça seja feita sobre nosso real inimigo, somos rapidamente atendidos. Não perca mais tempo! Aja da maneira correta para que o Juiz possa julgar sua causa! Durante esse dia, se alguém lhe irritar, ao invés de ficar irado com essa pessoa, deseje que a irritação seja retirada de seu coração; se você enfrentar um desentendimento na família, ao invés de brigar e amaldiçoar seus familiares, permita que a cólera seja destruída dentro de você; se alguém lhe ofender, não lute contra a pessoa que lhe ofendeu, mas contra a amargura e a vingança dentro de você; se o que você planejou não acontecer, não se revolte contra Deus, mas contra o orgulho que há em sua alma e que não lhe deixa aceitar o que Deus faz. Lembre: Deus é um Juiz justo! Se você for como a viúva e lutar contra o inimigo certo, será atendido imediatamente! Que Deus abençoe o seu dia.

domingo, 1 de fevereiro de 2009

SALVAÇÃO É UM ATO DE DEUS - JAMAIS UM PROCESSO.

SALVAÇÃO É O ATO DE DEUS Ato é uma ação de Deus em transferir o direito ao pecador de gozar e participar ao mesmo tempo, a experiência da salvação de sua alma e o perdão de seus pecados. O ato de Deus na salvação do pecador é imediato e eterno.Lemos na Palavra de Deus que todo aquele que crê em Cristo é salvo. "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo," At. 16:31. Isto não inclui o crer vulgar. Geralmente as pessoas crêem em alguma coisa, mas até os demônios crêem e estremecem. "Tu crês que há um Deus; fazes bem. Também os demônios crêem e estremecem." Tiago 2:19. Constatamos assim a inutilidade de uma mera crença e não da fé que é o resultado do Novo Nascimento do Espírito Santo, e que é uma exclusividade de Deus, sem as obras da lei. A Palavra de Deus diz em Efés. 2:8-9: "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie."Eis o que Cristo afirmou categoricamente ao declarar ser o Filho de Deus e igual ao Pai: "Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida." João 5:24. O pecador recebe imediata e instantaneamente a salvação de sua alma e o perdão de seus pecados, no momento em que crê em Cristo como seu Salvador pessoal.No caso da salvação de Zaqueu, a Bíblia emprega a palavra hoje , que quer dizer, o dia em que ele do alto de uma árvore, antes que avistasse Jesus, ficou surpreso ao ouvi-lo dizer: "Zaqueu, desce depressa, porque hoje convém pousar em tua casa," Luc. 19:5. Subiu na árvore o Zaqueu perdido; desceu outro Zaqueu; salvo, alegre, hospitaleiro expansivo.Na carta aos Hebreus em 13:7-8, deparamo-nos com a advertência divina: "Portanto, como diz o Espírito Santo, se ouvirdes hoje a sua voz, não endureçais os vossos corações?" Novamente se refere à palavra hoje, nunca ao dia de manhã, pois ele não nos pertence.Quando o carcereiro de Filipos perguntou a Paulo e Silas: "Senhores, que é necessário que eu faça para me salvar?" Paulo e Silas responderam: "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa." At. 16:31. O carcereiro creu, aceitando Jesus naquele momento, e foi salvo, sem a menor exigência de boas obras nem batismo. A resposta de Paulo e Silas foi autoritária, não admitindo dúvidas. Eles não disseram "Talvez." Por que? Porque a salvação é pela fé na pessoa de Jesus Cristo.SALVAÇÃO NÃO É UM PROCESSOProcesso significa uma seqüência, cujos acontecimentos exigem mais tempo, precisando de uma análise cuidadosamente estudada. Processos há que contém resmas e mais resmas de papel; alguns engavetados há décadas.Ouvi em certa ocasião um ministro falar, por meio de uma aparelhagem de som, convidando as pessoas que estivessem interessadas em ser salvas, e a dirigirem a sua igreja, afirmando que lá havia salvação. Tive a oportunidade de falar com várias pessoas, membros daquela igreja, as quais afirmaram saber algo sobre a salvação somente após a morte; nesta vida pode-se ser salvo dos vícios e pecados, foi o que disseram.Outros há que alimentam a possibilidade da salvação de seus adeptos no cumprimento de todos os deveres determinados pelo ministro, chegando a afirmar até, que fora daquela igreja não há salvação.Caro leitor, receba, pela fé, quem fez a salvação perfeita e completa agora. Jesus Cristo, que morreu derramando seu sangue precioso na cruz, a fim de salvá-lo. Jesus Cristo afirmou em João 8:24: "Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados, porque se não crerdes que eu sou, morrereis em vossos pecados.""Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna por Cristo Jesus nosso Senhor." Rom. 6:23, "Sendo justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo." Rom. 5:1."Portanto agora nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus, que não andam segundo a carne, mas segundo o Espírito." Rom. 8:1.Crê no Senhor Jesus Cristo, agora mesmo, de todo o seu coração e será salvo eternamente!

UMA VEZ SALVO, SEMPRE SALVO / QUAL O SIGNIFICADO DESTA FRASE ?

Quando ouvimos estas palavras, deveríamos entender o que elas significam. Nem todo o mundo as entende da mesma maneira. Há muitas pessoas que afirmam ser salvas ou que pensam que são salvas mas realmente elas têm somente algum tipo de experiência religiosa ao invés de regeneração dada por Deus. Alguns morrerão e irão para o julgamento ainda convencidos de que eles são filhos de Deus mas nunca foram salvos. Jesus disse em Mateus 7:21-23: "Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. 22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? 23 E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade." Paulo queria que os Coríntios se fizessem assegurados da salvação deles, pois ele temia que alguns fossem reprovados. "Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não é que já estais reprovados." II Coríntios 13:5. Há a possibilidade de que alguns, que chamam a si mesmos de cristãos, sejam, realmente, meros reprovados. Eles têm estado enganados.Quando eu uso estas palavras, quero dizer que se uma pessoa é verdadeiramente um filho de Deus pela fé em Jesus Cristo, ela tem vida eterna e nunca será julgada novamente para determinar se ela é salva ou perdida. O que eu quero dizer é que quando um pecador perdido é regenerado pelo poder e obra do Espírito Santo, ele é colocado em um novo relacionamento com Deus. Ele tem sido tornado uma nova criatura. Agora, ele é um filho de Deus.1. Ele era espiritualmente morto em seus pecados mas, agora, está vivo em Cristo J esus. Efésios 2:1 "E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados".2. Ele nasceu de novo e recebeu a natureza divina, I Pedro 1:23 "Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre."3. Ele não mais está sob condenação mas passou da morte para a vida. João 5:24.4. Ele não mais está sob a lei mas sob a graça. Romanos 6:14-15 "14 Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça. 15 Pois que? Pecaremos porque não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça? De modo nenhum."5. Agora, ele tem duas naturezas; a natureza velha que nunca pode ser boa enquanto ele viver e a nova que nunca pode ser manchada porque é de Deus. Romanos 7:22-25 "22 Porque, segundo o homem interior, tenho prazer na lei de Deus; 23 Mas vejo nos meus membros outra lei, que batalha contra a lei do meu entendimento, e me prende debaixo da lei do pecado que está nos meus membros. 24 Miserável homem que eu sou! quem me livrará do corpo desta morte? 25 Dou graças a Deus por Jesus Cristo nosso Senhor. Assim que eu mesmo com o entendimento sirvo à lei de Deus, mas com a carne à lei do pecado."6. Ele não mais é um inimigo de Deus mas um filho de Deus. I João 3:2-3 "2 Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos. 3 E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro."7. Ele não mais está perdido. Lucas 19:9-10 "9 E disse-lhe Jesus: Hoje veio a salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão. 10 Porque o Filho do homem veio buscar e salvar o que se havia perdido." Os filhos d e Abraão são aqueles "da fé". Gálatas 3:7 "Sabei, pois, que os que são da fé são filhos de Abraão." Se ele é salvo, não é perdido. Se ele é salvo, tem sido encontrado. Se ele é salvo, não está em posição de perigo em relação ao seu estado eterno.8. Seus pecados são perdoados quando ele é salvo pela fé. Lucas 7:48-50 "48 E disse-lhe a ela: Os teus pecados te são perdoados. 49 E os que estavam à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este, que até perdoa pecados? 50 E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz."9. Ele está nas mãos de Deus, o Pai, e de Deus, o Filho, Jesus Cristo, e ninguém pode arrebatá-lo das mãos deles. Col 3:1-4 "1 Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. 2 Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; 3 Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus. 4 Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com ele em glória."10. A pessoa salva é considerada como crucificada e ressuscitada de entre os mortos com Cristo o qual, agora, está no céu para interceder por ela. Gálatas 2:19-21 "19 Porque eu, pela lei, estou morto para a lei, para viver para Deus. 20 Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim. 21 Não aniquilo a graça de Deus; porque, se a justiça provém da lei, segue-se que Cristo morreu debalde." Gálatas 5:24 "E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências."SEGURANÇA NÃO É DESCULPA PARA PECAREstas palavras não devem ser destorcidas para significar que uma pessoa salva possa cometer pecado e ficar por isso mesmo. A segurança eterna de uma alma, verdadeiramente, regenerada não dá a ela a permissão para pecar , nem uma desculpa para pecar. Deus diz que nós não transformemos Sua graça em uma desculpa para fazer o mal. "Porque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, e negam a Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus Cristo.", Judas 1:4. Se alguém usa a doutrina da segurança para justificar seus pecados, ele, provavelmente, não é uma alma, verdadeiramente, regenerada. Se ele é, na verdade, salvo, então ele se tornou um filho de Deus e será castigado por seu Pai do céu. "6 Porque o Senhor corrige o que ama, E açoita a qualquer que recebe por filho. 7 Se suportais a correção, Deus vos trata como filhos; porque, que filho há a quem o pai não corrija? 8 Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.", Hebreus 12:6-8. Alguns pensam que se salvação fosse uma coisa segura, os crentes tornar-se-iam descuidados em seus deveres e tornar-se-iam mundanos. Não seja assim, disse Paulo. "11 Porque a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os homens, 12 Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente, 13 Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Salvador Jesus Cristo; 14 O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.", Tito 2:11-14. João disse que "E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro.", I João 3:3. Jesus disse à mulher que foi pegada em adultério mas que se arrependeu: "E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais." João 8:11.SALVO PARA AS BOAS OBRASNós somos salvos pela graça, através da fé, e isto não vem de [nossas] obras. "8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. 9 Não vem das obras, para que ninguém se glorie;", Efésios 2:8-9. Mas o versículo seguinte nos diz que somos salvos para as boas obras e para fazer o que Deus, de antemão, preparou para nós. "Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.", Efésios 2:10. Deus não somente "conhece" aqueles que são, verdadeiramente, Seus mas eles devem viver uma vida santa. "Todavia o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniqüidade.", II Timóteo 2:19.É aquele que não faz as obras mas crê que será salvo. Ele não confia no que ele pode fazer mas no que Jesus Cristo fez por ele. Então, a justiça de Cristo é imputada ou creditada em sua conta. Romanos 4:4-8 diz: "4 Ora, àquele que faz qualquer obra não lhe é imputado o galardão segundo a graça, mas segundo a dívida. 5 Mas, àquele que não pratica, mas crê naquele que justifica o ímpio, a sua fé lhe é imputada como justiça. 6 Assim também Davi declara bem-aventurado o homem a quem Deus imputa a justiça sem as obras, dizendo: 7 Bem-aventurados aqueles cujas maldades são perdoadas, E cujos pecados são cobertos. 8 Bem-aventurado o homem a quem o Senhor não imputa o pecado."Salvação não é uma mistura de fé e de nossas obras. Tem que ser uma coisa ou outra. Romanos 11:6: "Mas se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça. Se, porém, é pelas obras, já não é mais graça; de outra maneira a obra já não é obra."Agora, aquele que é salvo pela graça é que faz a obra e fará a obra de acordo com a Palavra. Fé verdadeira traz obras reais.FÉ É ENTREGA DE SI MESMO A DEUSA fé salvadora (fé viva) não é só o reconhecimento dos fatos bíblicos sobre pecado e salvação. Até mesmo os demônios crêem e estremecem. "19 Tu crês que há um só Deus; fazes bem. Também os demônios o crêem, e estremecem. 20 Mas, ó homem vão, queres tu saber que a fé sem as obras é morta?", Tiago 2:19-20. Este versículo não diz que fé mais obras trarão salvação; ele diz que a fé sem obra é fé morta, não uma fé viva ou salvadora. Este tipo de fé não é suficiente. [Fé salvadora] é mais do que assentimento mental ou sentimento; é confiança. A verdadeira fé é uma rendição à vontade de Deus, uma entrega total a Deus. Então a pergunta é esta: "Pode Deus guardar o que entregamos a Seu cuidado?" Paulo confiou que Deus cuidaria de seu depósito. "Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu tenho sabido em quem tenho crido, e tenho sido persuadido de que é poderoso para guardar o meu depósito que lhe confiei, até aquele dia.", II Timóteo 1:12 [tradução literal]. Nós não conservamos a nós mesmos salvos, mas nós entregamos o problema inteiro de nossa salvação para nosso justo juiz que aceitou o sangue de Jesus como pagamento completo de nossos pecados. Nós somos aceitos no Amado, Jesus Cristo, pois Ele morreu em nosso lugar. "Para louvor e glória da sua graça, pela qual nos fez agradáveis a si no Amado," Efésios 1:6.A POSIÇÃO JUDICIAL DO CRENTE PARA COM DEUSUm aspecto básico e significante de nossa salvação eterna é chamado de justificação. Esta é nossa posição com Deus. Ela significa que no tribunal de Deus, nós fomos declarados inocentes, isto é, sem culpa. Fomos inocentados de todas as acusações. Não há ninguém que nos condene. "31 Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós? 32 Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará também com ele todas as coisas? 33 Quem intentará acusação contra os escolhidos de Deus? É Deus quem os justifica. 34 Quem é que condena? Pois é Cristo quem morreu, ou antes quem ressuscitou dentre os mortos, o qual está à direita de Deus, e também intercede por nós.", Romanos 8:31-34. Como pôde Deus nos considerar inocentes quando, na realidade, nós todos somos culpados diante de Deus? "Jesus pagou por tudo", é a resposta. Jesus foi feito uma oferta de pecado, em nosso benefício e em nosso lugar, para que pudéssemos ser declarados justos. "Àquele que não conheceu pecado, o fez pecado por nós; para que nele fóssemos feitos justiça de Deus.", II Coríntios 5:21.Justificação não é o que pensamos sobre salvação. Não é um sentimento que temos, nem é a interna habitação do Espírito de Deus em nós para nos guiar. É o que Deus tem determinado sobre nosso pecado. Não é o mesmo que perdão mas, muito mais, é a remoção da sentença de culpa.Nós somos justificados pela fé salvadora. Veja estes versículos:1. Romanos 3:30 "Visto que Deus é um só, que justifica pela fé a circuncisão, e por meio da fé a incircuncisão." Isto diz que Deus justifica judeus e gentios da mesma maneira: pela fé.2. Romanos 3:28 "Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei." O judeu estava sob a lei, mas a lei não o salvava; ela o condenava.3. Gálatas 2:16 "Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada."4. Gálatas 3:11 "E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé." Guardar a lei não salvará, pois ninguém pode guardá-la!5. Atos 13:39 "E de tudo o que, pela lei de Moisés, não pudestes ser justificados, por ele é justificado todo aquele que crê." A lei não salva mas os verdadeiros crentes em Cristo são eternamente justificados ou salvos de todas as suas exigências.6. Romanos 3:24 "Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus." A graça dá, gratuitamente, genuína salvação para o verdadeiro crente.7. Lucas 18:14 "Digo-vos que este desceu justificado para sua casa, e não aquele; porque qualquer que a si mesmo se exalta será humilhado, e qualquer que a si mesmo se humilha será exaltado." O fariseu exaltava ele mesmo e tentava ser justificado pelo que ele fazia, mas não era aceito. O publicano que confessava que ele era um pecador e lançou-se sob as misericórdias de Deus, foi para casa justificado.8. Romanos 8:28-30 "28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 29 Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. 30 E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou." Se alguém é justificado, ele será glorificado. O resultado final é sermos glorificados e sermos à semelhança de Cristo. Todas as coisas juntamente cooperam para este fim.9. Romanos 4:24-25 "24 Mas também por nós, a quem será tomado em conta, os que cremos naquele que dentre os mortos ressuscitou a Jesus nosso Senhor; 25 O qual por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para nossa justificação." Jesus morreu (foi entregue) por nossos pecados e isto trouxe reconciliação entre Deus e nós. Mas se ele não tivesse sido ressuscitado dentre os mortos, nossos pecados não teriam sido pagos e não teriam justificação.VIDA ETERNAJoão 10:27-29 "27 As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; 28 E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão. 29 Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai." Observe o seguinte:1. Antes da criação do mundo, Deus determinou dar vida eterna a Seu povo. II Timóteo 1:8-9 "8 Portanto, não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro seu; antes participa das aflições do evangelho segundo o poder de Deus, 9 Que nos salvou, e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos;"2. Deus [nos] prometeu o que Ele determinou, isto é, a vida eterna. I João 2:25 "E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna." Tito 1:1-2 "1 Paulo, servo de Deus, e apóstolo de Jesus Cristo, segundo a fé dos eleitos de Deus, e o conhecimento da verdade, que é segundo a piedade, 2 Em esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos dos séculos;" Esta promessa é para aqueles que crêem n'Ele.3. Deus [nos] dá exatamente o que Ele determinou e prometeu. Isto é, a vida eterna. João 10:27-28 "27 As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem; 28 E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão." I João 5:10-11"10 Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus de seu Filho deu. 11 E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho.". Romanos 6:23 "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor.".4. Crentes recebem e têm exatamente o que Deus determinou e prometeu e dá. Isto é, a vida eterna. João 5:24 "Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.". Isto NÃO diz que o crente receberá vida eterna no futuro; ele [já] a tem, agora. E ele nunca entrará em julgamento a respeito da penalidade do pecado, no futuro. Ele, verdadeiramente, passou do estado de "morto" para o estado de "vivo". Ele nunca morrerá. Jesus disse a Marta que o crente nunca morrerá. João 11:26 "E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?".Vida eterna não é de curta duração; é para sempre. Ela começa no momento do arrependimento e fé, e é um presente de Deus. Não é ganha por merecimento. Nunca se acabará.DEUS CUMPRIRÁ SUA OBRA NO VERDADEIRO CRENTEO crente não é somente justificado, ou declarado judicialmente inocente de todas as culpas, ele é também afetado no interior. Deus realiza uma obra nele.1. Isto é chamado de regeneração. É o novo nascimento. I Pedro 1:23 "Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre.". João 3:6-7 "6 O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito. 7 Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo." .2. É o recebimento de uma nova natureza. II Pedro 1:4 "Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo."3. Este é o trabalho do Espírito Santo que se comunica com o espírito da pessoa salva para fazê-la saber que ela é salva. Romanos 8:16 "O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.". I João 5:10 "Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus de seu Filho deu.".4. Satanás não pode tocar o interior do verdadeiro crente. I João 5:18 "Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca.".5. O Espírito Santo dentro do crente é maior do que Satanás. I João 4:4 "Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo.".6. Este trabalho que é começado no verdadeiro crente será completado. Filipenses 1:6 "Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo;". Filipenses 2:13 "Porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade.". Hebreus 13:20-21 "20 Ora, o Deus de paz, que pelo sangue da aliança eterna tornou a trazer dos mortos a nosso Senhor Jesus Cristo, grande pastor das ovelhas, 21 Vos aperfeiçoe em toda a boa obra, para fazerdes a sua vontade, operando em vós o que perante ele é agradável por Cristo Jesus, ao qual seja glória para todo o sempre. Amém.".CRENTES VERDADEIROS NUNCA PERECERÃO1. João 10:28 "E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.".2. João 3:15-16 "15 Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.". Se nossa vida espiritual é eterna, então ela não é capaz de perecer. Nós estamos nas mãos de Deus e NINGUÉM pode nos arrebatar de Suas mãos.DEUS É TANTO O AUTOR COMO O CONSUMADOR DE NOSSA FÉ1. Hebreus 12:2 "Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.". Ele planejou nossa salvação. Ele a começa e completa.2. Filipenses 1:6 "Tendo por certo isto mesmo, que aquele que em vós começou a boa obra a aperfeiçoará até ao dia de Jesus Cristo;". O trabalho final de Deus será perfeito.3. Hebreus 5:9 "E, sendo ele consumado, veio a ser a causa da eterna salvação para todos os que lhe obedecem;".4. Paulo disse que estamos "... esperando a manifestação de n osso Senhor Jesus Cristo, 8 O qual vos confirmará também até ao fim, para serdes irrepreensíveis no dia de nosso Senhor Jesus Cristo." I Coríntios 1:7-8. Nós não somos impecáveis, agora, mas o seremos quando Cristo voltar.NÓS NÃO PODEMOS NOS CONSERVAR SALVOSEm João 10:27-29, o povo de Deus é chamado de ovelhas. Jesus, o Grande Pastor de nossas almas, disse muitas coisas nestes poucos versículos.1. Suas ovelhas ouvem a sua voz e o seguem.2. A elas são dadas vida eterna (não temporária).3. Elas estão nas mãos do Senhor, isto é, sob seu cuidado. Por esta razão, a incumbência de nos guardar salvos é Seu trabalho divino em nós.Em I Pedro 1:3-6, nós aprendemos que nascemos de novo e temos uma esperança viva por causa da misericórdia de Deus.1. Nossa herança é incorruptível e incontaminável. É reservada para nós. É segura.2. Nós somos guardados pelo poder de Deus, não pelo nosso.3. Agora, nós podemos ter motivo para ter aflições por causa de muitos sofrimentos, mas podemos regozijar [nelas].NINGUÉM PODE NOS SEPARAR DO AMOR DE DEUSRomanos 8:35-39 é enfático e claro sobre este assunto: "35 Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? 36 Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro. 37 Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. 38 Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, 39 Nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.". Nada, absolutamente nada, pode nos separar do amor que Deus tem por nós.CRENTES SÃO SELADOS PARA A REDENÇÃO PELO ESPÍRITO SANTOEfésios 4:30 "E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção.". Uma boa pergunta para se fazer é: "Quando aconteceu este selamento?" Paulo responde à pergunta em Efésios 1:12-14 "12 Com o fim de sermos para louvor da sua glória, nós os que primeiro esperamos em Cristo; 13 Em quem também vós estais, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação; e, tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa. 14 O qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão adquirida, para louvor da sua glória.".Aqueles que "primeiramente esperamos" são, aparentemente, os judeus que creram em Cristo; e aqueles que, posteriormente, ouviram a palavra e confiaram, foram os crentes gentios. A Versão Autorizada pode deixar a idéia para alguns que o selamento é uma coisa separada que acontece após a salvação, mas é claro na linguagem original que, "em tendo nele também crido", [neste mesmo momento] eles eram selados. O crer coloca-os em uma condição ou posição selada. A idéia é que tão logo a pessoa creia, ela é selada para sempre. Este selamento é penhor da nossa herança. Nós receberemos nossa possessão adquirida, somente, na nossa ressurreição, na nossa glorificação. O selo é para nos dar segurança de que o que Deus começou em nós, Ele concluirá.Este selamento é a prova de que receberemos todas as demais coisas da herança uma vez que somos filhos e herdeiros de Deus. Paulo disse em II Coríntios 1:22: "O qual também nos selou e deu o penhor do Espírito em nossos corações." . Ele também ensinou que o Espírito Santo testifica com nosso próprio espírito para nos fazer saber que somos filhos de Deus. Romanos 8:16 "O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.". E João disse: "10 ¶ Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus de seu Filho deu. 11 E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho." I João 5:10-11.. "E, porque sois filhos, Deus enviou aos vossos corações o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai." Gálatas 4:6Nós somos filhos de Deus e portanto Seus herdeiros. Nós somos chamados de "co-herdeiros com Cristo." Romanos 8:17 "E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.". Se nós tivéssemos sido admitidos na família de Deus por algum mérito de nós mesmos, nós poderíamos dizer que poderíamos perder nossa salvação, pois ela dependeria de nós. Mas desde que ela é um presente e eu não mereço coisa nenhuma que Deus tenha me dado, eu tenho certeza de que Deus me guardará como Sua criança, Seu filho e Seu herdeiro.

CÉU OU INFERNO ?

Estou certo de que você já ouviu estas palavras ditas com irritação: "Vá para o inferno!", ou: "Que inferno!". Eu as ouço freqüentemente. Mas, será que percebemos o significado real desse lugar chamado inferno? Você parou alguma vez para pensar a respeito do inferno e do que significa estar lá?
Depois que quinze dos seus companheiros foram mortos no Vietnã, um soldado exclamou: "Ao menos eles irão para o céu, porque aqui já estiveram no inferno!" Muitas pessoas têm diferentes opiniões sobre o inferno. Entretanto, opiniões não valem muito quando se trata do inferno. O que realmente importa é aquilo que Deus diz a respeito.
Como é o inferno?
O inferno é um lugar onde Deus não está – onde não há nenhum consolo ou bênçãos. A Bíblia o descreve como "trevas... [onde] haverá choro e ranger de dentes" (Mateus 22.13; 25.30). Ela também nos diz: "O Diabo... foi lançado para dentro do lago de fogo e enxofre... e serão atormentados de dia e de noite, pelos séculos dos séculos" (Apocalipse 20.10).
O inferno não foi preparado para nós, mas "para o Diabo e seus anjos (demônios)" (Mateus 25.41). Entretanto, a Bíblia diz que todos os que rejeitam a oferta de salvação e o perdão de Deus irão para lá (veja João 3.36). Podemos estar certos de que Deus não está tentando simplesmente assustar-nos. Ele está nos advertindo seriamente para evitarmos o inferno a qualquer custo!
Deus não nos deixa desinformados a respeito do que virá após a morte: "...aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo" (Hebreus 9.27). "Porquanto estabeleceu um dia em que há de julgar o mundo com justiça, por meio de um varão (Jesus) que destinou e acreditou diante de todos, ressuscitando-o dentre os mortos" (Atos 17.31).
E quanto ao céu?
Deus não julga apenas, mas também é amor. Por isso Ele providenciou um caminho para escaparmos do inferno. Para aqueles que aceitam Seu caminho de salvação, Ele preparou um lindo lugar chamado céu. Ali reinam a alegria e o descanso supremos. Ali estão totalmente ausentes o pecado, o sofrimento, o desapontamento e a solidão. Trata-se de um lugar de glória eterna, na presença do próprio Deus e de Jesus Cristo, ao invés da perdição eterna (veja Apocalipse 4.5; 21.4-27; 22.1-5). Você pode chegar a esse lugar confiando em Jesus Cristo como seu Salvador.
Depende de você!
É impossível ser suficientemente bom para merecer o céu. A Bíblia diz: "...todos pecaram e carecem da glória de Deus". Você não pode realizar algo para chegar ao céu, pois lemos em Efésios 2.8-9: "...isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie". Ninguém tem qualquer direito ao céu. Todos nós merecemos o inferno, porque todos somos pecadores.
Deus oferece o único caminho de salvação através de Jesus, Seu Filho: "Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos" – também os seus, se você crer nEle (Hebreus 9.28). "Porque Cristo, quando nós ainda éramos fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios... Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores" (Romanos 5.6,8). "Por isso, quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, todavia, se mantém rebelde contra o Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus" (João 3.36).
Você fez a escolha correta?
Por favor, pense a respeito do que acabou de ler e escolha o caminho para o céu. Jesus disse: "Eu sou o caminho..." (João 14.6) e Paulo escreveu: "...eis, agora, o dia da salvação" (2 Coríntios 6.2). Se aceitou Jesus como seu Salvador, você fez a escolha certa e está a caminho do céu. Caso tenha mais perguntas, entre em contato conosco! Gostaríamos de ajudá-lo a encontrar o Salvador.(Curtis Darling – Grace & Truth 6/2001 – http://www.aJesus.com.br)